terça-feira, 30 de junho de 2015

Copenhague

Quando decidimos nossa viagem para Amsterdam, pensamos em conhecer alguma outra cidade (país) também, mas tínhamos pouco tempo não queríamos ir para tão longe, e começamos os planos para saber que outro lugar seria visitado, abre o mapa e procura os lugares próximos (amoooo esse viajar antes da viagem), e as opções eram várias: Londres (muito cara), Bruxelas (não nos empolgamos), Dusseldorf (o Xico não queria ir denovo) até que achamos Copenhague, a gente não sabia muito sobre a cidade  a Dinamarca e quanto mais começamos a pesquisar mais nos encantamos e estava decidido: bora para Copenhague!
Copenhague não faz parte da zona do Euro, sua moeda é a Coroa Dinamarquesa (DKK) quando fomos em março a cotação era 1 DKK = 0,4673 BRL você pode calcular a conversão aqui. Eu nunca tinha viajado para um país que não tivesse uma moeda "conhecida" e pelas minhas pesquisas a melhor maneira para troca de moeda, era sacar do cartão de débito do banco lá em Copenhague em um dos diversos caixas eletrônicos da cidade. Foi o que fizemos assim que chegamos e deu super certo. A maioria dos lugares não aceita Euro somente a Coroa Dinamarquesa.
Outra coisa que foi diferente para nós, foi que as placas e sinalizações (exceto no aeroporto e na estação de trem) não são em inglês e sim em dinamarquês, Copenhague na língua oficial é Kobenhavn.
A cidade estava completamente tomada de gruas (nunca vi tantas) para qualquer lugar que você olhasse a cena era essa:
Uma das coisas que mais me apaixonou foi a mistura da antiguidade com a modernidade, e ainda mais os refúgios, entre um passeio e outro você olhava para o lado e de repente descobria lugares como esse:
um resumão da viagem:
 Vôo
Como estávamos em Amsterdam pegamos um vôo com a low-cost SAS até Copenhague por $50 o trecho, vôo super tranquilo e pontual e mesmo sendo low cost podíamos despachar uma bagagem. O que me chamou a atenção foi o esquema de segurança do aeroporto de Copenhague, o mais criterioso que já vi.
Chegando e se Locomovendo
Para ir do Aeroporto para Estação de Trem de Copenhague é super simples, você compra um ticket de trem em uma das maquininhas espalhadas pelo aeroporto para estação central não tem erro (na maquininha pode selecionar o idioma inglês)
Como as placas dos ônibus e visores eram todos em dinamarquês o que nos salvou além de um mapa foi o aplicativo Rejseplanen que você pode baixar gratuitamente aqui. Assim como o 9292 em Amsterdam, ele indica todos os trajetos para você, é uma super mão na roda.
Usamos pouquíssimo tranporte em Copenhague, a cidade é toda plana e 90% das coisas são muito próximas, usamos somente para ir à Pequena Sereia e ao Visit Carlsberg.
Para maiores informações e preços o site oficial de turismo da cidade explica tudo aqui.
 Hospedagem
 Em Copenhague nos hospedamos no Andersen  Boutique Hotel, hotel fofo, moderninho, super bem localizado (apenas 2 quadras da estação de trem) café da manhã incluso na diária, opção de deixar as malas sem custo adicional, adoramos!

Passeando
Rådhuspladsen
É a praça da prefeitura bem próxima à estacão de trem e ao início da Strøget, local de manifestações culturais, no dia que estávamos lá era Saint Patrick's Day, a praça estava repleta de Irlandeses e cerveja.
 

Strøget
É o maior calçadão de pedestres do mundo, uma rua repleta de lojas,artistas de rua e cafés, lá que encontramos a loja da Lego e da Pandora (ambas são dinamarquesas)

Rundetaarn
The Round Tower é o observatório mais antigo da Europa, para subir na torre e ter uma linda vista da cidade o ingresso custa DKK 25, vale dar uma olhada no site para a programação do observatório (o dia que fomos não tinha nada...)
 Nyhavn
O famoso porto com as casinhas coloridas de Copenhague, cartão-postal da cidade, local onde sai os passeios de barco e é repleto de restaurantes com mesinhas externas.
 
Passeio de Barco
Existem diversos passeios de braco em Copenhague, alguns à noite com jantar, mas pegamos o báscio mesmo: The Grand Tour of Copenhagem, com saída de Nyhavn. O passeio custa DKK 80 e dura aproximadamente 1 hora, a cidade fica ainda mais incrível vista pelo mar.
Pequena Sereia
Acredito que é o principal símbolo de Copenhague, com mais de 100 anos e esculpida por Edvard Eriksen e inspirada no conto da Pequena Sereia de  Hans Christian Andersen. É uma estátua pequena, mas vale a visita ainda mais aos seus arredores que tem coisas lindas como o Kastellet.

Kastellet
Um ótimo passeio bem próximo à estátua da Pequena Sereia. Um antigo forte com pista para corrida/caminhada. 
Christiania
Um lugar completamente doido, antigamente era uma base militar depois de desativada os hippies tomaram conta e criaram um comunidade autônoma e independente de Copenhague. Na entrada já tem uma placa informando que é proibido tirar fotos então não dê bobeira. É tudo muito louco na entrada tem uma plaquinha com os dizeres: você está deixando a União Européia (e na saída outra placa informando que você está entrando na UE) Lá é liberado o uso de drogas, a impressão é que o local parou no tempo, juro que eu esperava ser um lugar super legal, diferente e alternativo, mas a realidade foi que está tudo caindo aos pedaços, imundos e cheio de gente chapada (voltei com a certeza de que a sociedade alternativa é uma ilusão que não funciona)

Visit Carlsberg
Se em Amsterdam o Xico foi no Heineken Experience claro que em Copenhague não poderia perder o Visit Carlsberg os ingressos custam DKK 80 e compramos na hora. É tudo muito diferente da Heineken (que tem muita tecnologia e modernidade) Mais informações no site. O passeio é muito legal e eles possuem a 3° maior coleção de garrafas de cerveja do mundo com mais de 22.000 garrafas de cerveja (16.000 delas em exibição) A lojinha da Carlsberg tem vários produtos legais com preço bom.

Comendo
Estávamos loucos para experimentar os famosos smorrebrods (sanduíches abertos) típicos dinamarqueses que costumam ser o almoço ofical por lá, e são simplesmente delicosos! Restaurante pequeno em uma travessa de Nyhavn cheio de locais, saí apaixonada pelos smorrebrods.

Comida cara (padrão em Copenhague) mas excelente, próximo ao Tivoli e a Estação Central, ambiente super tranquilo.
Um excelente Bistrô francês, seguimos a recomendação do Chef para o menu de três pratos e não nos arrependemos, tudo impecável e o atendimento super cordial, amamos!

Amo toda a vibe dos restaurantes da franquia, esse é o menor que já fui, mesinhas externas, comida saborosa, só achei que o atendimento deixou muito a desejar.
Comida italiana deliciosa (daquelas para encher e aquecer), restaurante simples, localizado na região central da cidade com preços ótimos, recomendo!
 Cafe Europa
Localizado no calçadão de Copenhagem, excelente capuccino e chocolate quente para espantar o frio. Adoramos!
Escrevendo esse post já estou morrendo de vontade de voltar...
  beijinhos e até o próximo post!
  

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Project Life - Semana 26

Semana de friozinho por aqui, mas final de semana de sol, com direito a churras, passeio com os dogs, festa junina e sessão cineminha com os Minions #adoro

Project Life - Week 25
 
beijinhos e até o próximo post!

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Project Life - Semana 25

Nem acredito que estou conseguindo fazer as semanas atuais do Project Life sem atraso (tudo bem que tenho que correr atrás das antigas) fico tão feliz comigo mesmo (só quem faz o PL sabe o que é isso rs.)
Essa semana foi tranquila por aqui, mas o final de semana foi mega movimentado, começou no sábado que o Xico foi trabalhar mas eu levei o Yuri no campeonato de futebol e depois as bolotinhas em uma contação de histórias deliciosa. A noite foi de cineminha o Yuri e o Xico foram ver Jurrasic World e eu e as gurias Divertidamente (tudo bem que a Duda não ficou feliz de não poder ver o "Rekiti".
Domingo fomos com a Lili, o Euler e a Laís almoçar no Restaurante VerdePerto comida caseira deliciosa, preço justo e uma área verde imensa para as crianças se divertirem . Depois todo mundo aqui em casa para brincarem e assistirem o jogo. à noite a janta foi feita pela Rafa que decidiu que vai ser Chef de Cozinha (e eu super apoio). 
Durante todo o final de semana devoramos a nova série do Netflix: Sense8, MUITO boa! recomendo ;)
Sem mais delongas:

 Project Life - Week 25
beijinhos e até o próximo post!

terça-feira, 23 de junho de 2015

Amsterdam

Graças ao "erro" da KLM conseguimos passagens com o preço absurdo de $160 para Amsterdam #todoscomemora e assim sem muito tempo, em março embarcamos para Amsterdam. Um pouco da viagem (momento senta que o post é grande)
Amsterdam é um cidade incrível, vai muito além do ir para Amsterdam fumar maconha nos Coffee-shops, a cidade é pequena, plana, cheia de lugares encantadores, repleta de bicicletas (mais até do que eu imaginava) muito legal mesmo. Mas também em março (quando fomos) é frio demais, pegamos 0°C lá e nunca senti tanto frio na minha vida, é um vento absurdo não tem como explicar. Eu adorei a cidade mas é repleta de turistas então fiquei um pouco com a sensação de pelo pouco tempo que ficamos não ter conhecido a cidade realmente, já o Xico amou!
Bom seguindo um resumão da viagem:
Vôo
O vôo da KLM que faz a rota São Paulo/Amsterdam é perfeito, vôo direto, poltronas confortáveis na classe econômica, comida decente, tela individual. Super recomendo!
Chegando e se Locomovendo
Quando a gente começa a ler sobre os meios de transporte em Amsterdam meio que dá um nó na cabeça rs. Mas para eu não me perder dividi em duas formas:
1. Aeroporto/cidade: chegando no aeroporto tem várias maquininhas amarelas para comprar a passagem de trem (aceita cartão de crédito) o valor é de $4,10 do aeroporto até a Centraal Station
2. Na cidade: a GVB tem passes para usar o metrô, ônibus e trams (bondes elétricos), os passes podem ser de 24 à 168 horas, compramos o passe de 72 horas por $16,50 em um quiosque bem em frente à Centraal Station.
Impossível ficar sem: não deixem de baixar o aplicativo 9292, usamos o tempo todo na viagem, ele indica todo seu trajeto que transporte pegar, que caminho fazer etc. Super prático e fácil de usar.
Hospedagem
Ficamos 4 dias hospedados em uma apartamento fofo, com varanda, cozinha, tudo o que a gente precisava, super bem localizado, reservamos pelo Booking aqui a dona foi uma fofa, o apartamento é dela mesmo então foi muito legal a experiência de ficar uns dias em um apartamento real de Amsterdam. Tem um supermercado próximo o Albert Heijnbem , tem algumas comidinhas prontas, frutas frescas e um suco de laranja divino! Compramos algumas coisinhas para o café da manhã e lanchinhos super em conta!
Em nossa última noite de viagem chegamos tarde de Copenhagen para Amsterdam e nosso vôo era cedo no outro dia, então escolhemos o Ibis Amsterdam Airport, o padrão Ibis de quarto é o mesmo que os do Brasil, mas o hotel é bem mais estruturado e ainda conta com transfer do aeroporto para o hotel gratuíto, para nós foi perfeito.

Passeando
Dam Square/Leidseplein
A Dam Square é o centro de Amsterdam, lugar do monumento nacional e do Koninklijk Paleis (o palácio real) nos seus arredores várias lojas, cafés, sempre cheia, nada muito especial mas vale a visita ;) seguindo suas travessas você chega na Leidseplein a praça mais turística da cidade (por isso os preços nela são sempre mais caros), com vários bares e restaurantes e a famosa Coffee-Shop The Bulldog.

Jordaan
Bairro cultural e boêmio de Amsterdam, vale se perder pelas ruas e se encantar.
 Museumplein 
Um quarteirão com os principais museus de Amsterdam, um jardim fofo e o famoso sinal IAMsterdam.

Museu Van Gogh
O único museu que fomos na nossa viagem, é incrível e super diferente assim com as pinturas do Van Gogh, simplesmente amamos! Vale muito comprar o ingresso online para pular as filas (imensas) e recomendo também pegar o guia multimídia que conta um pouco da história das obras. O ingresso custa $17 e o guia $5 você pode comprar pelo site aqui.

Para que curte cerveja (como o Xico) é uma ótima pedida, o museu da Heineken mostra todo o processo de fabricação da cerveja, a história da marca, tem várias brincadeiras divertidas e no final uma degustação em um barzinho super bacana. Os ingressos podem ser comprados diretos no site aqui , o valor é de $16 antecipado e ainda não precisa pegar fila (que é imensa)

Passeio pelos canais
Existem diversas empresas que fazem os passeios pelos canais, alguns incluem jantar, etc. Fizemos o básico durante o dia (day cruise) o valor é de $16 por pessoa e pode comprar antecipadamente aqui. Um passeio que considero imperdível para quem está em Amsterdam.

Red Light District
O famoso "Distrito da Luz Vermelha" de Amsterdam, são várias ruas aonde as mulheres ficam nas famosas vitrines (janelas) é um passeio que tem que ser feito, é super seguro (não se esqueçam que é proibido tirar fotos das mulheres) e é divertido como vemos pessoas de todas as idades de adolescentes a casal de idosos passeando por lá.

Comendo
 Gartine
Escondidinho e pequeno perto da Dam Square, um lugar perfeito pra um lanche, os chás e cheescakes são deliciosos, os sanduíches feitos com produtos orgânicos com um sabor diferente do que estamos acostumados, mas amei!

Restaurante do Chef Jaime Oliver, fomos para jantar na nossa última noite em Amsterdam, o ambiente é muito legal e doido, em um galpão no cais do porto, a comida super gostosa e diferente (mas também cara $27,50 por pessoa) gostei mas esperava mais pela expectativa que eu tinha em relação ao restaurante e o preço... A reserva pode ser feita diretamente pelo site aqui.
Hard Rock Cafe
Eu adoro a franquia do Hard Rock então sou suspeita para falar, mas o de Amsterdam é ótimo, além de todo ambiente e comida comum à franquia, fica no centro mas fora da muvuca, e ainda pegamos uma mesinha na janela para o canal.
CAU
Restaurante argentino entre a DAM e o Red Light District, ambiente legal, comida boa, preço um pouco slagado mas achei que valeu a pena.
Noordwest
Localizado no bairro super cool de Jordaan, cardápio pequeno mas interessante (a salada com presunto parma é divina!) ambiente fofo um pouco caro, mas valeu.
se quiser saber um poucos mais das nossas "viagens" é só clicar aqui.
beijinhos e até o próximo post!

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Project Life - Semana 24

Semana que começaram as festas juninas (amo!) sábado foi a festa da escola do Yuri, que é sempre um festão na APAE com direito a quadrilha e meu guri super empolgado. Um pouco da nossa semana por aqui:

 Project Life - Week 23
Midnight Core Kit
6x4 Templates Bundle by Dunia designs (me!)
 beijinhos e até o próximo post!

últimas postagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...